Compartilhe:

Hoje em dia o tempo vale muito mais que dinheiro. Imagine você fazer uma gravação de uma música e salvar, e no outro dia vai tentar abrir e não consegue, por erro no disco rígido, ou o projeto danificou por algum motivo.

Pois bem isso é uma das coisas que mais acontece em um estúdio, se nós travamos de vez em quando, imagine uma máquina (risos). Para que isso não aconteça mais, neste artigo vamos aprender a melhor maneira de se fazer um backup.

Disco Rígido – HD

A cada dia está mais fácil de comprar um computador, e com isso seus componentes estão ficando bem mais barato. No meu Home Studio trabalho com 4 HD´s, e mesmo assim sempre estão cheios de arquivos de áudio. Porém sempre deixo um livre para Backup.

No inicio sofri muito com percas de arquivos, cheguei a perder um projeto inteiro por não ter um backup. Fazer o que, tive que gravar tudo novamente, e não é fácil fazer uma coisa que você já fez.

Então tenho pelo menos 1 HD externo para Backup, você vai evitar muitos problemas.

Hoje temos HDs USB e Firewire, se você conseguir Firewire ótimo, caso ao contrário um HD USB também vai fazer o serviço.

O que é um Backup e como fazer?

Backup é simplesmente ter uma cópia de um arquivo em outro local, no nosso caso em um HD externo.

Com isso caso de algum problema no arquivo que esteja em seu computador você tem o HD externa como garantia, e caso de problema no backup você tem o arquivo do computador. Agora se der problema no computador e no backup ai é muito azar meu amigo (risos), pois nunca vi um caso desses.

Como fazer um backup de um projeto inteiro?

Quando iniciamos um projeto de gravação, geralmente não o finalizamos em um dia. Um dia gravamos batera, baixo, violão, no outro colocamos teclados e percussão, na outro dia  guitarra, e por ai vai…

Primeira dica:

Sempre que finalizar a gravação de um instrumento consolide a trilha, de forma que ela não terá cortes. Veja na imagem abaixo uma trilha de áudio sem consolidar e uma consolidada:

Sem consolidar:

Trilha com cortes

Consolidado:

Trilha consolidada

Segunda dica:

Depois que chegar ao término das gravações daquele dia, exclua todos os arquivos que não estão na sessão, com isso iremos ganhar espaço no HD e também será essencial para a praticidade no Backup.

Terceira dica:

É claro que é muito chato fazer backup de tudo que já foi feito, todos os dias. Imagina você fazer o backup do projeto 1, amanhã você grava uma voz, vai ter que fazer o backup novamente, e assim a cada dia que gravar algo novo no projeto.

Agora você me pergunta, vou ter sempre que substituir a pasta que iniciou o backup?

Não, basta copiar apenas os novos arquivos para a pasta do backup.

Veja como é fácil fazer:

Exemplo de Backup

A pasta Audio original, que contém todos os arquivos do seu projeto de gravação, você precisa classificar por data “ Data de modificação”, com isso eles irão aparecer por data e hora, e facilmente você vai saber quais foram os arquivos que gravou no dia, basta copiar e colar na pasta Audio do mesmo projeto de seu HD externo.

Como uso o Nuendo e Cubase, quando faço o backup é copiado 2 pastas e 1 arquivo, que é o arquivo para abrir o projeto. Então cada vez que você for fazer um novo backup substitua o arquivo, e copie os novos arquivos para a pasta Audio.

Fazendo desta forma, nunca mais você terá problemas com percas de arquivos, e vai deixar de ter muitos problemas.

Deixe seu comentário sobre o assunto!

A partir de qual momento você decidiu começar a fazer backup? Você já  teve problemas com arquivos?