Compartilhe:

Qualquer pessoa é capaz de compor uma música, será?

Acredito que qualquer pessoa tem uma história para contar, e uma música não é nada mais que uma história cantada, agora porque algumas histórias fazem sucesso e outras não?

Existem vários fatores que diferencia uma história da outra, e é justamente essas diferenças que faz a música acontecer.

Gosto existe pra tudo, tem pessoas que gostam de ouvir histórias tristes, outros só escutam histórias com final feliz e outros preferem histórias de amor, então como você pode perceber existe sempre uma pessoa para ouvir sua história.

O que é preciso para compor uma música?

Conheço pessoas que não é músico e consegue compor uma música, mais como isso?

Simples, de tanto escutar música a pessoa acaba reconhecendo a estrutura de uma música, ou seja, aquelas velhas 4 linhas e depois entra o refrão.

Então a primeira coisa para começar a compor uma música é escutar muita música, e é claro ter muita história na mente para poder passar para o papel.

Preciso ser músico para compor uma música?

Como disse acima, você não precisa ser músico para compor uma música, porém um músico tem noção de acordes, campo harmônico, e sabe melhor a estrutura de uma música.

Costumo dizer que uma música é formada por climas, quer ver como é verdade?

Escute a música Just The Way You Are de Diana Krall:

Agora escute a música Point of Difference de Hillsong

Viu que as 2 músicas têm climas bem diferentes, e é isso que vou tentar passar para vocês, não só a estrutura de uma música mais também como dar o “tal” clima em uma música.

A Estrutura de uma Música

Geralmente quando é lançada uma música, quem conhece e vive de música, só de escutar os primeiros acordes já sabe o que vai acontecer durante a música.

Geralmente a estrutura de uma música é feita da seguinte forma:

Introdução – Verso  – Pré-Refrão – RefrãoSolo – Verso – Pré-Refrão – RefrãoRefrãoFinal

Geralmente uma estrutura de uma música é isso que escrevi acima, sendo as palavras em negrito as mais importantes, não que as outras partes da música não sejam importantes, nada disso, mais é que uma boa introdução em uma música já é meio caminho andado.

Quantas músicas você não reconhece só de escutar uma introdução, ou seja, um solo de violão ou uma guitarra, ou qualquer outro instrumento que faça marcar a música.

É por isso que um compositor músico leva vantagem nessa parte, pois além dele compor uma música ele já vai pensando no solo e outros fatores que contém na música.

É claro que estou passando aqui as dicas não só para compor uma música, mais também dicas de arranjo, onde você poderá usar até essa estrutura em alguma música, já que existem milhões de música com essa estrutura, porém não fique presa a ela e procure criar coisas novas.

Muitas pessoas chegam aqui no estúdio apenas com uma letra, ou seja, uma história e quer que eu coloque melodia e harmonia na letra, é fácil e ao mesmo tempo não.

Para fazer isso à pessoa tem que ter em mente duas opções, ela deixa por sua conta, ou ela diz pra você o que ela estava em mente na hora que estava escreve a letra.

Muitos acabam deixando por minha conta, outros acabam dando dicas do que pensou na hora que estava fazendo a composição.

Voltando um pouco a estrutura de uma composição vimos que temos o verso e o pré-refrão, geralmente existem dois em cada música, verso 1 e verso 2.

Só para vocês entenderem vou dar de exemplo aqui a música da Paula Fernandes que é muito conhecida “Pra você”.

Vamos a letra…

– Eu quero ser pra você
– A alegria de uma chegada
– Clarão trazendo o dia
– Iluminando a sacada

Ok! Esse seria o primeiro verso da música, ou seja, o verso 1.

– Eu quero ser pra você
– A confiança, o que te faz
– Te faz sonhar todo dia
– Sabendo que pode mais

Acima temos o verso 2.

– Eu quero ser ao teu lado
– Encontro inesperado
– O arrepio de um beijo bom
– Eu quero ser sua paz a melodia capaz
– De fazer você dançar

Agora temos o pré-refrão, ou também chamamos de ponte. E em seguida temos o refrão.

– Eu quero ser pra você
– A lua iluminando o sol
– Quero acordar todo dia
– Pra te fazer todo o meu amor

– Eu quero ser pra você
– Braços abertos a te envolver
– E a cada novo sorriso teu
– Serei feliz por amar você

Depois do refrão essa música tem um solo bem curto e volta para o verso 1 e verso 2.

Não vou entrar em detalhes de arranjo, pois isso vai deixar o artigo um pouco longo, porém vou preparar um artigo sobre o assunto.

Então como falei no inicio do artigo, a maioria das músicas tem a seguinte estrutura:

Verso 1 – Verso 2 ou Pré-Refrão –  Refrão – Verso 1 – Verso 2 ou Pré-Refrão – Refrão – Refrão

Volto a falar que isso não é uma regra e sim uma estrutura muito usada nas músicas.

Deixe seu comentário

Você já fez alguma composição musical? Qual sua maior dificuldade na hora de compor uma música?