Compartilhe:

A PRODUÇÃO MUSICAL se inicia a partir de qualquer gravação amadora, a qual chamamos de gravação guia.

Essa gravação guia poderá ser feita em um gravador de mão sem nenhum instrumento, ou se você toca algum instrumento poderá gravar para que o produtor musical conheça a harmonia e melodia da música.

Geralmente um produtor senta-se com o artista e sugere a tonalidade da música, para que na hora que for gravar a voz não ter problemas de o cantor não alcançar o tom ou a música ficar em um tom muito baixo.

Uma dica para o produtor é: se o artista chegar com uma gravação completa no lugar da gravação guia, prefira a gravação guia. Isso vai ser melhor porque você poderá colocar toda sua criatividade na PRODUÇÃO. Agora se você pegar a gravação guia com uma PRODUÇÃO, certamente você ficará preso àquela gravação.

Colocando seu talento em prática na hora de produzir!

Não foi por acaso que você escutou inúmeras PRODUÇÕES MUSICAIS nem estudou em vão, além de contar com seu dom – coisa em que eu, particularmente, acredito muito –,  e sua experiência no assunto.

Agora é sua hora de mostrar toda sua habilidade, é como pegar um recém- nascido, criá-lo e entregá-lo crescido à mãe. O artista deu à luz a música, o PRODUTOR MUSICAL a cria e a devolve depois de um tempo para o artista. Imagine a felicidade de uma mãe em receber um filho tão bem-criado!

Pois é, um PRODUTOR MUSICAL tem essa missão: fazer a música soar bem, ter uma história, ter sentimento. Uma simples frase pode fazer toda diferença na música, escolher a volta da voz após um solo ou algo assim.

Só para vocês perceberem como é a música: pegue uma música e a analise detalhadamente, pode-se notar toda sua história. Vou dar um exemplo de uma história de uma música lenta:

”Uma introdução na parte A com violão, na parte B da introdução entram alguns violinos, depois no final da introdução entra a bateria e já finaliza para entrar a voz e um piano” e por aí vai…

Notou que se formos colocar no papel uma PRODUÇÃO MUSICAL de uma música, vira uma história musical. Isso é tão verdade que toda essa história é escrita em partituras, onde quem as lerá serão os músicos que irão executá-las.

Nós que trabalhamos com PRODUÇÃO MUSICAL sabemos da sua importância, isso porque uma PRODUÇÃO MUSICAL não interessa apenas ao artista, mas é muito mais interessante para o produtor musical.

Imagine um produtor musical desconhecido no mercado fonográfico, que faz uma PRODUÇÃO MUSICAL e essa PRODUÇÃO adquire uma proporção imensa com um determinado artista, consequentemente todo mundo vai querer saber quem produziu aquela música, é aí que você começa a se destacar no mercado. Outros clientes com certeza irão procurá-lo.

Além disso, um produtor musical ao ter uma música que se destaca na rádio, TV, internet etc., recebe os Direitos Conexos que, por sinal não é tão pouco, quando a música é muito executada.

Por isso, quanto mais o produtor musical se empenhar no trabalho de um CD, mais terá retorno, além de ter o prazer de mostrar aos outros clientes um trabalho de qualidade.

Você que vai contratar um PRODUTOR MUSICAL.

Escute algumas músicas que ele tenha produzido, analise e peça sugestões para amigos que conheçam do assunto. Confie totalmente no trabalho de quem você escolher, afinal é ele quem vai escrever a história de sua música. Palpites nessa etapa são interessantes, porém você não deve falar o que ele tem de fazer, afinal ele é o profissional dessa área. Conversem muito antes de iniciarem o trabalho, assim ele vai saber realmente o que você quer e onde quer chegar.

Você que é PROTUTOR MUSICAL.

Mostre que realmente você pode fazer muito pela música do artista, explore ao máximo seus conhecimentos e pense no trabalho como um todo. Por exemplo: um CD com dez músicas, você terá de escutar as dez, antes de começar a escrever os arranjos. Isso porque os instrumentos que você vai usar no CD serão bem parecidos. Não utilize violão em música, depois na outra uma harpa, depois uma guitarra no estilo Heavy Metal, e por aí vai… Tente dar uma identidade para o artista, para quando o ouvinte escutar relacionar na hora de quem é a música.

E para finalizar…

Siga sua intuição na PRODUÇÃO. Pelo menos eu, na hora de escrever os arranjos, ficava muito indeciso e perguntava para mim mesmo, será que fica legal essa frase?

Por isso, sempre quando estiver produzindo, tenha um gravador em mãos para não perder nenhuma ideia, pois, às vezes, a primeira ideia que você teve é a que vai ficar.

Deixe seu comentário ou sua opinião sobre o post. Grande abraço e até a próxima.