Como Fazer Playbacks

Curso Nuendo 4

Como Fazer Playbacks

Muitas pessoas me perguntam qual a melhor forma de fazer um playback.

Alguns tentam tirar a voz de uma música já finalizada, mas na maioria das vezes isso não dá certo.

Outros preferem gravar instrumento por instrumento, porém, essa opção tem um custo muito alto.

E há os que acabam baixando uma música MIDI da internet e usam timbres virtuais que, para mim, é a opção mais vantajosa para quem deseja fazer playbacks para realizar shows ou, até mesmo, fazer gravações caseiras.

Existem vários sites com download de músicas MIDI, onde você consegue fazer downloads de playbacks grátis. Isso, sem dúvida, vai tornar seu serviço mais fácil.

É claro que existem sites que vendem playbacks MIDI, já que os sites  que disponibilizam downloads de playbacks MIDI gratuitos possuem também MIDI de baixa qualidade.

Minha dica é: faça o download de uma playback MIDI, abra em seu software preferido e separe os canais, ou seja, deixe cada instrumento em um canal.

Depois disso, abra os plug-ins VSTi (Virtual Studio Technology Instrument). Há centenas de plug-ins VSTI, um melhor do que o outro. Aqui no blog você encontra alguns artigos sobre esses plug-ins.

Em seguida, direcione os canais e transforme os arquivos MIDI em áudio. Para isso, basta exportar canal por canal.

Prefiro exportar os artigos para áudio, pois, assim, consigo fazer a edição e a mixagem.

Se você quer ver isso na prática, existe um curso em vídeo, onde mostro como tudo funciona. Para conhecer mais, clique no link: Monte seus Playbacks.

Deixe seu comentário.

Qual a forma que você considera melhor para montar os seus playbacks?

Monte seus Playbacks

   
 
Curso Entendendo o Compressor

Danilo Gustavo é produtor musical, músico e técnico em mixagem há mais de 8 anos. Fundador do site ArtSom Studio e HomeStudioVIP. Conheça minhas produções e baixe grátis o e-book Como Montar um Home Studio.

Posts Relacionados

  1. EZDrummer – Bateria Virtual
  2. Como Humanizar Bateria Virtual
  3. Tutorial Sonar – Criando Bateria MIDI (Assinantes)
  4. Tirar a voz de uma música e deixar só o playback é possível?
  5. Adicionar Track de Midi no Sonar
  6. Gravando Midi Som com atraso
Tags: ,

47 comentários

  1. Adriano 40694

    Realmente seria interessante fazer playback apenas tirando a voz do cantor de um arquivo de audio, mas a maneira mais fácil mesmo é fazer download dos midis e com instrumentos virtuais montar os playbacks… o que as vezes pode dificultar um pouco é ter o arquivo midi disponivel em algumas músicas,mas mesmo assim a melhor maneira concordo é passar midi para audio abs

  2. Essa é uma ótima ideia, é só fazer uma boa mixagem e vc tem um playback ogige,vc é um grande profissional tenho uns curso com vc muito legal parabéns amigão.

  3. mc thiago 39321

    por favor amigo me ajuda faz um playback para mim eu pago por favor

  4. Fábio Otaviano 28806

    Olá.
    Mais uma vez muito obrigado pela dica. grande Danilo…

  5. Danilo muito boa a dica. Eu lhe pergunto; o Band in a Box não seria também um aplicativo para fazer um blayback ? Se for de seu interesse, escreva sobre. Tenho curiosidade sobre este aplicativo. Meus agradecoimentos.

  6. luiz gonzaga ribeiro junior 24615

    e ai cara.Ja gravo a um bom tempo,mas tudo com instrumentos reais da muito trabalho.Queria aprender a montar playbacks mais ou menos igual o pessoal do v playplaybacks, a qualidade deles é boa,voce tem video aula?tenho muito interesse…..valeu

  7. Osvaldecir Comar 23845

    Danilo também uso este mesmo sistema para passar os canais midis em wav para depois montar e mixar. Também gostei do seu Post.

  8. Daniel Adjares 22397

    Sou iniciante na área de produção musical e suas dicas aqui são de extrema utilidade para mim.
    obrigado pelo conhecimento compartilhado!
    Um forte abraço!

  9. Danilo,

    Toda vez que tentei baixar midi e usar VSTi não tive bons resultados, principalmente nas baterias. Os midis, normalmente, utilizam GM Standard, e quando vou usar BFD2 ou EzDrummer, cada um segue sem próprio padrão. Os GM vem com percussão no mesmo canal da batera, e os VSTi tem tudo separado. Minha dúvida é: como usar BFD2 ou EzDrummer nas bateras midi que baixo da net, com padrão GM?

  10. Isabelle 13620

    Nossa eu to adorando esse site,ele tem me ajudado bastante

    • Danilo Gustavo 22688 em resposta a Isabelle

      Que bom, Isabelle!
      Desculpe a demora em responder, estava com muitas gravações e com isso o tempo ficou um pouco limitado para responder a todos no blog, mas não gosto de deixar ninguém sem respostas.
      Abraço.

  11. Ricardo Lazoski 13569

    Amigos da Art Som
    Mais uma vez voces acertam na mosca , impressionante a precisão dos seus comentários ….só posso dizer “Que bom que existem iguais” .

    Boa sorte em todos os dias de 2013.

    Ricardo

  12. ola danilo,muito bom seus comentarios,esta ajudando muita gente que estão começando,são muitas dicas boas obrigado sucesso pra vc.

  13. walter ventura 10194

    muito bom obg pela dica

  14. Arinaldo teixeira morais 9815

    Olá Danilo bom dia!
    mano eu to precisando do protools com video aula urgente,me passe o valor para eu poder fazer a transferência do mesmo.

    te aguardo:ary

  15. Leidyson Silva 9563

    Cada vez mais fico fascinado por studio e seus segredos!!Obrigado Danilo.Abraços!!!!

  16. Dalessandro 9477

    Olá Amigo!
    Mais uma vez você acrescenta e nos ajuda muito com suas dicas.
    Parabéns.

  17. Aparecido Camargo 9347

    Muito boa a dica, Danilo!
    Parabéns pelo artigo. Vou aproveitá-lo muito.
    Um abraço.

  18. Olá Danilo! Eu já leio teus artigos, há um tempo por aqui e tenho interesse em fazer um curso de mixagem, mas ainda não é o momento apropriado.
    Eu achei ótima a tua solução para fazer playbacks, embora, eu prefira gravar todos os instrumentos em meu Home Studio, como: guitarra, baixo, teclado e programar a bateria com o Addictive Drums, adeqüando certos playbacks à afinação A – 440hz, já que não gosto de alterar a afinação de meus instrumentos. Isso vale mais para composições próprias e minhas pré-produções. O grande problema é o trabalho que dá, gravar tudo e estou sendo solicitado para tocar covers em meu canal do Youtube, o que toma muito o meu tempo e acaba sendo cansativo e minha prioridade (meu trabalho) é a composição, arranjos e a pré-produção propriamente dita.
    Lendo este artigo, eu chego à conclusão de que posso baixar os Midi’s e aproveitar a bateria, os teclados, dentre outros e gravar guitarras e baixo. Se for necessário, faço a transposição nos Midi’s
    no Cubase 5.
    Parabéns pelo artigo e um abraço!!!

  19. ola tudo bem? eu li o artigo que voce postou na internet sobre play back, e achei muito interessante, eu nao canto mais uso as vezes para editar propagandas comerciais. é um desperdiço porque tem trilhas sonoras… mais o playback tem o seu infinito valor musical.
    parabens continueee assim postando conhecimento pra nos internaltas que trabalhamos em algun seguimento da musica ou do audio.

  20. Olá Danilo eu estou afim de comprar a vídeo aula de como montar meus próprios playbacks e gostaria de saber sem vem com os plug-ins VSTi.obrigado

  21. jocelino 7613

    gostei muito do post sobre play baks e midis

  22. joao vitor dos santos 7594

    legal danilo ,agora fica mais facil pra amontar meus playbacks.tem site que tem midis de baixa qulidade .eu prefiro compra de um estudio bom .mais continua asim postando essas informaçoes agente aprende tancoisa com vc irmao fica com Deus

  23. Bernardo 7589

    A dica de abrir os arquivos midi em canais separados eh muito boa. O que eu sugiro ainda eh montar uma bateria no computador sem midi. O midi torna muito repetitivo e eh muito facil de ficar trancadao o som. Como montar uma batera no CPU sem midi? Pegando o arquivo tipo oneshot de cada peca da bateria (bumbo, caixa, etc) e colocando cada um deles numa pista de audio exatamente nos lugares que iriam os impulsos midi. fica muito, mas muito mais real. E pra tornar ainda mais real, voce deve gravar com microfone o chimbau (um condensador, se possivel com diafragma pequeno, a uns 40 ou 50 centimetros acima do prato mirando pra beira e nao pra cupula). entao, gravar e recortar o compasso (ou os compassos) que ficaram bem no tempo, montando o loop. Eh a melhor forma de se ter uma bateria sampleada com cara de bateria gravada ao vivo. Gravar um baixo de verdade tambem ajuda bastante. O som digital eh normalmente rispido demais nos agudos. O ideal eh usar um compressor valvulado (ou melhor ainda um gravador de rolo) pra somar todos os canais da batera sampleada depois de pronta. Se voce nao possui um compressor estereo valvulado, serve um preampli behringer stereo ultragain. trocar a valvula por uma tungsol ou mullard melhora muito o som dele. outra coisa sao os compressores de plugins – fora os UAD, nenhum tem um som comparavel a um compressor analogico. Uma ideia eh em vez de gastar com um monte de plugins, comprar um DBX 166 e comprimir a mix por stams. 3 stams – (bateria/vocal principal/todo o resto) (ou bumbo+baixo/ batera sem bumbo/ vocal principal / todo o resto — ao todo 4 stams)e, dessa forma nao usar nenhum compressor de plugin fora o limiter no final da mix, no canal master. Outro compressor barato que funciona bem eh o Art Pro Vla II.

  24. Sou da época em que usávamos apenas sequenciadores nos teclados workstations como Trinity, XP80 e afins, portanto, ainda hoje prefiro usá-los, mas aproveitar a facilidade dos DAW’s é uma excelente opção, se vc tiver bons VSTi’s e ainda podendo utilizar timbres de teclados externos (afinal é pra isso q existe MIDI), é possível obter ótimos trabalhos. Eu SEMPRE sequencio meus playbacks, seja para uso próprio ou encomenda de clientes, já q o custo fica bem mais baixo. O ideal é fazer tudo em MIDI, editar, sincronizar, quantizar, deixar tudo certo e só então gravar o áudio multipista e utilizar os artifícios de mixagem comuns ao mundo da gravação de grandes CDs, conseguindo dessa forma um áudio respeitável.

  25. Muito interessante, sempre há pessoas que me pedem pra montar play backs, mais nunca fiz, pois eu passava o orçamento para o cliente pra gravarmos tudo real mesmo, e aí ja sabe, fica caro. Dessa forma fica mais acessível e com uma qualidade bacana. Parabéns pelo artigo

  26. Jonathan Lobato 7579

    Bom dia Danilo, muito bom este artigo, assim como os outros já publicados.
    Até agora a melhor forma que encontrei foi a utilização de arquivos MIDI, claro que com bons vstis. A gravação em si como você mesmo citou é muito cara e e desperdiça muito tempo.
    Quanto a edição, também achei melhor fazer a mixagem com o áudio depois de fazer alguns testes, fica bem interessante.
    Abraços..

Deixe um comentário


3 + = 8