Compartilhe:

Acredito que você já ouviu a seguinte frase: quer que um guitarrista abaixe o volume de sua guitarra? Coloque uma partitura em sua frente.

O músico que não sabe ler partitura, quando vê uma em sua frente, abaixa logo o volume de seu instrumento para que ninguém perceba seus erros.

Bem, Danilo, legal essa história, mas o que isso tem a ver com mixagem?

Tem tudo a ver! É exatamente isso que temos de fazer ao nos depararmos com algo errado em um instrumento durante uma mixagem, abaixar o volume para que o erro não apareça.

Um instrumento não fica em evidência durante a música inteira, ou seja, podemos apagar as partes mal gravadas ou diminuir o seu volume através da automação.

É claro que se um determinado trecho gravado é importante, o jeito é gravá-lo novamente.

[imgpost]

Mesa de Mixagem

Abaixar o volume de um instrumento mal gravado é uma ótima opção para não acabar com sua mixagem.[/imgpost]

Hoje em dia existem inúmeros plug-ins que auxiliam nessa parte. Vocais desafinados, distorção de uma guitarra que não ficou legal e outros erros podem ser corrigidos através desses plug-ins.

Nunca se esqueça:

Escute as trilhas gravadas individualmente para encontrar possíveis erros.

Outra coisa que não posso deixar de mencionar: nunca queira mudar o timbre de um instrumento, cada um tem sua sonoridade específica; não adianta ficar mexendo em um monte de plug-in querendo arrumar um violão mal gravado que esteja trastejando ou algo parecido.

Um bom som requer um bom instrumento, e um bom instrumento requer um bom músico.

Como falei no início deste artigo, hoje existem dezenas de plug-ins que vão lhe ajudar a diminuir esses erros, mas aconselho a não se acostumar a recorrer a eles.

No próximo artigo vou falar um pouco sobre monitores na mixagem.

Não deixe de ler os artigos anteriores sobre o tema – Dicas e Truques de Mixagem – Parte 1 e Dicas e Truques de Mixagem – Parte 2.

E como sempre, seu comentário será bem-vindo.

Grande abraço e até a próxima.