Compartilhe:

Todo Guitarrista sempre procura o melhor timbre para sua apresentação ou gravação. Mas para se conseguir aquele timbre, é necessário conhecer sua aparelhagem, e tirar o máximo dela.

A partir desse post iremos conhecer sobre esses equipamentos que faz a diferença na hora de conseguir um melhor timbre.

Existem vários tipos de sons, tais como: Clean – Overdrive – Distorção.

Clean seria um som limpo.

Overdrive é um som mais sujo, seria uma distorção mais puxada para o clean.

Distorção já é um som mais pesado, muito usado para solos.

Agora como chegar a estes sons e outros que podemos tirar com uma pedaleira ou um rack de efeitos…

Sustain = Sustentar o Som.

Existem vários instrumentos que tem um sustain a partir do momento em que se toca ele, o sax por exemplo, se o musico tocar um nota ela vai sustentar enquanto ele estiver assoprando o instrumento… O Órgão enquanto o músico estiver pressionado a tecla também o som vai sustentar… O Violino também tem seu sustain enquanto o músico estiver tocando, entre outros instrumentos.

Já a guitarra por ela só não tem esse privilégio, se o músico tocar uma nota ela vai soar e seu som vai diminuindo gradativamente seu volume.

A distorção é um efeito que traz um pouco de sustain, mais nada comparado aos instrumentos citados acima.

É ai que entra o Compressor…

A distorção como foi falado acima é um efeito, já o compressor é para dar mais sustentação as notas tocadas na guitarra.

No blog falei sobre o compressor, se você não leu aindacompressor parte 1, e compressor parte 2.

Bom agora que você já conheceu um pouco sobre compressor, vamos continuar…

Pra você entender como funciona o compressor em uma nota da guitarra, se você tocar a nota e deixar soar vai perceber que o som vai sumindo, ou seja, o volume vai diminuindo. Agora se você gravar uma DAW, e ver  as ondas, vai perceber que ela tem uma caída no final, esse final se aumentar ele, teremos o efeito do compressor, ou seja, o compressor vai fazer com que esse final seja aumentado, de forma que teremos mais sustentação do instrumento.

Abaixo o áudio de uma guitarra sem compressor:

Perceba que no final do áudio, temos uma caída até acabar totalmente o volume.

Agora vamos ver um áudio de uma guitarra com compressor:

Veja a diferença para a figura 1, o áudio com compressor já tem um volume mais uniforme, de forma que tem uma caída mais brusca no final do arquivo.

Bom dessa forma podemos ver claramente que o compressor da mais sustentação ao áudio, de forma que ele fique em um mesmo volume, ou seja, não importa em que força você irá tocar a guitarra, o compressor vai segurar o pico do áudio e vai comprimir, e além disso vai sustentar o final do áudio.

A compressão podemos usar em guitarras clean, drive, distorção, e até com efeitos como chorus, flanger, etc… Sobre esses efeitos iremos ver em outros post.

O compressor também pode ser usado para dar mais volume mesmo usando pouca compressão no áudio, já que ele tem volume de entrada e volume de saida “Gain”

Os compressores são encontrados em pedal separado, ou qualquer pedaleira que tem no mercado você vai encontrar um. Hoje praticamente tudo que você escuta, falando de sons de guitarra, tem compressão.

Então agora que você já sabe como aplicar essa ferramenta, boa sorte e bons sons.

Na próxima parte iremos dar continuidade aos efeitos para guitarra.

Grande abraço e deixe seu comentário.

Todo Guitarrista sempre procura o melhor timbre para sua apresentação ou gravação. Mas para se conseguir aquele timbre, é necessário conhecer sua aparelhagem, e tirar o máximo dela.

A partir desse post iremos conhecer sobre esses equipamentos que faz a diferença na hora de conseguir um melhor timbre.

Existem vários tipos de sons, tais como: Clean – Overdrive – Distorção.

Clean seria um som limpo.

Overdrive é um som mais sujo, seria uma distorção mais puxada para o clean.

Distorção já é um som mais pesado, muito usado para solos.

Agora como chegar a estes sons e outros que podemos tirar com uma pedaleira ou um rack de efeitos…

Sustain = Sustentar o Som.

Existem vários instrumentos que tem um sustain a partir do momento em que se toca ele, o sax por exemplo, se o musico tocar um nota ela vai sustentar enquanto ele estiver assoprando o instrumento… O Órgão enquanto o músico estiver pressionado a tecla também o som vai sustentar… O Violino também tem seu sustain enquanto o músico estiver tocando, entre outros instrumentos.

Já a guitarra por ela só não tem esse privilégio, se o músico tocar uma nota ela vai soar e seu som vai diminuindo gradativamente seu volume.

A distorção é um efeito que traz um pouco de sustain, mais nada comparado aos instrumentos citados acima.

É ai que entra o Compressor…

A distorção como foi falado acima é um efeito, já o compressor é para dar mais sustentação as notas tocadas na guitarra.

No blog falei sobre o compressor, se você não leu ainda compressor parte 1, e compressor parte 2.

Bom agora que você já conheceu um pouco sobre compressor, vamos continuar…

Pra você entender como funciona o compressor em uma nota da guitarra, se você tocar a nota e deixar soar vai perceber que o som vai sumindo, ou seja, o volume vai diminuindo. Agora se você gravar uma DAW, e ver  as ondas, vai perceber que ela tem uma caída no final, esse final se aumentar ele, teremos o efeito do compressor, ou seja, o compressor vai fazer com que esse final seja aumentado, de forma que teremos mais sustentação do instrumento.

Abaixo o áudio de uma guitarra sem compressor

Todo Guitarrista sempre procura o melhor timbre para sua apresentação ou gravação. Mas para se conseguir aquele timbre, é necessário conhecer sua aparelhagem, e tirar o máximo dela.

A partir desse post iremos conhecer sobre esses equipamentos que faz a diferença na hora de conseguir um melhor timbre.

Existem vários tipos de sons, tais como: Clean – Overdrive – Distorção.

Clean seria um som limpo.

Overdrive é um som mais sujo, seria uma distorção mais puxada para o clean.

Distorção já é um som mais pesado, muito usado para solos.

Agora como chegar a estes sons e outros que podemos tirar com uma pedaleira ou um rack de efeitos…

Sustain = Sustentar o Som.

Existem vários instrumentos que tem um sustain a partir do momento em que se toca ele, o sax por exemplo, se o musico tocar um nota ela vai sustentar enquanto ele estiver assoprando o instrumento… O Órgão enquanto o músico estiver pressionado a tecla também o som vai sustentar… O Violino também tem seu sustain enquanto o músico estiver tocando, entre outros instrumentos.

Já a guitarra por ela só não tem esse privilégio, se o músico tocar uma nota ela vai soar e seu som vai diminuindo gradativamente seu volume.

A distorção é um efeito que traz um pouco de sustain, mais nada comparado aos instrumentos citados acima.

É ai que entra o Compressor…

A distorção como foi falado acima é um efeito, já o compressor é para dar mais sustentação as notas tocadas na guitarra.

No blog falei sobre o compressor, se você não leu ainda compressor parte 1, e compressor parte 2.

Bom agora que você já conheceu um pouco sobre compressor, vamos continuar…

Pra você entender como funciona o compressor em uma nota da guitarra, se você tocar a nota e deixar soar vai perceber que o som vai sumindo, ou seja, o volume vai diminuindo. Agora se você gravar uma DAW, e ver  as ondas, vai perceber que ela tem uma caída no final, esse final se aumentar ele, teremos o efeito do compressor, ou seja, o compressor vai fazer com que esse final seja aumentado, de forma que teremos mais sustentação do instrumento.

Abaixo o áudio de uma guitarra sem compressor: