Compartilhe:

Neste post vamos falar um pouco sobre a diferença em mixar com monitores ou fones, qual a preferência da maioria das pessoas?

Iniciamos falando sobre nossa audição, jamais uma pessoa vai ouvir o que a outra está ouvindo, se tratando do áudio. E porque isso?

Simples cada pessoa tem suas deficiências auditivas, e cada pessoa tem o ouvido mais treinado que o outro, prova disso é quando começamos a definir as frequências uma das outras, quando se aprende que 100 hz está na região do grave, ele vai ser grave tanto pra pessoas que sabe que 100 hz é grave e também vai ser grave para pessoas que não conhece, mas quem vai definir? Quem conhece é claro.

Algumas pessoas escutam algum instrumento e não sabem definir qual o nome do instrumento, assim é no áudio, se o ouvido não consegue definir qual frequência está sobrando ou faltando em um áudio, não podemos colocar em prática o que nós escutamos.

O que quero dizer com isso?

Simples, no monitor o áudio quando chega aos seus ouvidos ele também chegou em outras partes da sala, ou seja, se a sala não tiver tratada o que tiver sobrando vai chegar também.

Acho que você já se deparou com alguma situação em que, uma mixagem que você fez, na sua sala soou legal os graves, mas quando escutou em outro local estava sobrando, por que será? Simplesmente porque sua sala está com sobra de grave.

Como resolver?

Existem 2 maneiras de resolver este problema, fazer um projeto acústico para deixar a sala tratada, e eliminar as sobras, ou simplesmente acostumar com ela! isso mesmo, de tanto você escutar referências de outros cds que você goste, você já vai saber que se você colocar muito grave em sua mix vai sobrar, porque você já sabe os defeitos de sua sala… Então se algum integrante da banda dar o palpite do tipo: Coloca mais grave ai que ta pouco, você simplesmente vai falar que ta bom, porque se colocar mais vai sobrar em outros ambientes.

E o fone de ouvido?

Já mixar em fones de ouvido você não teria problemas com sala, isso porque o áudio está diretamente em seus ouvidos.

Talves em fones de ouvido, você não téra o stereo que um par de monitores pode te oferecer, mas em compensação esse problema com sala você não terá.

Tudo o que pode ser feito para não ter dúvidas em sua mix, simplesmete é mixar no fone, e depois confirir em seus monitores ou vice-vesa, isso com certeza ajuda e muito.

Eu sou a favor!

Eu sou a favor do que é melhor pra mim, e é claro que, o que é melhor pra mim não pode ser pra muita gente, mas… Eu mixo muito com fone de ouvido, acostumei, mas não deixo de lado meus monitores. As vezes começo a mix nos fones e depois passo para os monitores e volto para o fone pra conferir.

Pra mim o fone de ouvido mostra mais detalhes, coisas que nos monitores fica um pouco apagado.

O que uso no estúdio?

No momento estou usando Monitores BX8a, e fones AKG K240. Indico eles, estão me agradando.

Um par de monitores que me agradou demais quando fiz a mixagem de um cd foi os HR 824 da Mackie, também indico eles, são muito bons.

Conclusão:

Veja o que for melhor pra você mas não deixe de poder ter os 2 em seu estúdio, que com certeza você vai precisar. E outra coisa fundamental é um analizador de espectro, pois ai sim você não terá dúvidas sobre qual frequência está sobrando ou faltando em sua mix, mas… Seus ouvidos é o que vão falar mais alto, a experiência é a melhor coisa nessa hora.

Grande abraço e até a próxima.