Compartilhe:

Quantas vezes você não pensou que o problema estava realmente em conseguir uma interface de áudio melhor, ou até mesmo trocar o microfone, ou pior, em jogar tudo para o alto e abandonar o barco?

Eu sei muito bem o que é isso, já passei por situações parecidas, mas para tudo existe uma explicação e, é claro, uma forma de resolver.

Neste artigo você vai saber o que aconteceu com Daniel Willian, que pensava a mesma coisa, mas quando cheguei a seu home studio disse que suas produções musicais poderiam melhorar em 80%, e veja só o que aconteceu.

Ontem, dia 26/05, saí de casa para mais um SOS Home Studio.

Como sempre, peguei meu notebook e fui rumo a Morungaba – SP, onde reside o produtor e músico Daniel Willian, que além disso, claro, é cantor (esse fato só descobri no dia do SOS).

Geralmente quando chego ao estúdio, peço para o produtor mostrar algo que tenha sido produzido recentemente e, após escutar, falo qual a porcentagem aproximada de conseguirmos melhorar sua produção.

Ele colocou uma música que tinha produzido; depois de um minuto, pedi para que parasse o som e disse que seria possível melhorar sua mixagem em 80%.

Confesso que, ao fazer essa afirmação, notei uma desconfiança da parte dele, mas isso é normal, pois a pessoa já tentou de tantas formas melhorar que acredita ser minha ajuda apenas mais uma opção, como outras.

O negócio é que eu já tinha falado e já estava ali, então a única forma era colocar a mão na massa e fazer acontecer.

Logo, fui conhecer os equipamentos musicais do Daniel, e vi que realmente era possível melhorar suas produções com o que ele possuía. Como sempre falo, substituir equipamento só se for por algo muito melhor, pois não compensa trocar seis por meia dúzia.

Acontece em quase todos os SOS Home Studio de as pessoas perguntarem quais equipamentos poderiam trocar para melhorar suas produções. Minha resposta é simples: primeiro vamos gravar e deixar uma música pronta, depois vamos ver se há necessidade de trocar algo.

Existem pessoas que compram uma interface, passam-se três meses, elas veem que não houve melhora em suas produções e acabam trocando por outro lançamento. Fazem a mesma coisa com o microfone, cabos etc. Isso nada mais é que a Síndrome de Aquisição de equipamentos. Leia depois o artigo que escrevi sobre o assunto.

Mas vamos seguir por aqui, e você vai ver e ouvir o que foi possível fazer no caso do Daniel.

Os equipamentos usados no SOS Home Studio foram:

Interface de Áudio Focusrite Scarlett 2i2

Monitores de áudio KRK Rokit 5

Microfone Condensador Shure PG 42

Violão Crafter

Contrabaixo Cort

Controlador M-Audio KeyRig 49

Bateria DTX Drums Yamaha

Então, como fizemos a gravação? É isso que você vai saber agora.

Como as interfaces de áudio têm entradas mono, usamos cabos mono p10 para gravar contrabaixo e XLR para o microfone Shure KM 42, já que os condensadores precisam de alimentação de +48, o que chamamos de phantom power.

O violão e a voz gravamos usando o microfone Shure KM 42, e – detalhe – voz gravada pelo próprio Daniel.

Já os pianos, pad e efeitos foram VSTi, usando o controlador M-Audio KeyRig 49.

A bateria DTX Drums da Yamaha, logicamente, gravamos via MIDI usando o VSTi EZDrummer.

E, por fim, a guitarra gravamos com o VST Guitar Rig, usando o preset que mostrei no vídeo que fiz para a empresa de cabos Santo Angelo. O timbre é muito bom, faça o download do preset aqui.

Muito bem, depois de algumas horas de gravação, vamos ao momento tão esperado, a mixagem, eheh…

Vou mostrar para você, mas antes gostaria de agradecer a confiança que o Daniel depositou em mim, já que antes de minha ida ao seu estúdio, por meio de uma conversa, vi sua necessidade de conseguir melhorar suas produções e, por consequência, suas mixagens.

O mais gratificante de tudo isso é que conheci mais um amigo pessoalmente, mostrei para ele que era possível conseguir um resultado satisfatório e o fiz economizar uma grana, já que não foi necessário trocar nenhum equipamento no momento.

Eu o ouvi falando que a partir daquele momento as coisas seriam diferentes, já que tinha visto tudo na prática e acontecendo em sua frente com os equipamentos que possui. Saí de seu estúdio com o sentimento de dever cumprido.

 

 

Vamos de música? Escute um trecho da gravação que foi realizada com os recursos mencionados aqui, neste artigo.

Ah… Acredite em você, não deixe o desânimo tomar conta, tenha foco e trabalhe dia após dia; tenho certeza de que no final tudo vai dar certo.

E se você conhece alguém que está querendo desistir por não conseguir resultados, compartilhe esse artigo com ela no Facebook, Twitter ou Google+.

Para finalizar com chave de ouro, basta deixar seu comentário, assim vou saber se gostou do artigo.

Quer conseguir melhores mixagens? Neste link aqui você vai ter mais de 270 opções para alcançar isto sem precisar sair de casa.