Compartilhe:

Sabemos que para tirar o melhor som de um instrumento temos que levar em consideração 3 coisas, que são: Instrumento, musico e equipamento. É claro que se tivermos essas 3 coisas e sendo das melhores, com certeza iremos ter um bom resultado, agora o problema é quando não temos ou um bom equipamento, ou um bom instrumento, ai o negócio é tentar tirar o melhor som é na raça mesmo. Vou tentar passar algumas dicas sobre a captação e alguns pontos de partida para mixagem de um sax. Lembrando que ponto de partida não significa que é a configuração ideal para sua mixagem, e sim como o nome diz, é um inicio para mixagem daquele instrumento em si.

Microfones

É claro que sabemos que temos inúmeros microfones que servem para várias coisas no estúdio, o mesmo microfone poderemos gravar voz, violão, sax, etc… E sabemos também que existem microfones barato e também microfones muito mais muito caro… Então vamos ver aqui os top e também os mic que conseguiremos tirar um bom som, mesmo sendo barato, o que não significa que barato não seja bom.

Neumann U87 – Um microfone que muitos usam para captar sax. Esse microfone já existia mesmo quando eu ainda não existia rsss, estou falando da década de 80, bem antes disso muitos usavam em suas gravações de sax. Outro da mesma marca é o Neumann U47, ainda bem mais velho que eu rsss… esse ai é da década de 50, pra vocês terem uma idéia Frank Sinatra gravou com ele, e John Coltrane também usava ele em suas gravações.

Outro microfone usado pela elite para gravação de sax é o AKG C12. Os 2 modelos AKG C12 e os Neumann são praticamente da mesma época. Eu particularmente já usei o U47 e o U87, os 2 são top, nem precisava nem eu falar né rsss… Além de ser ótimo pra sax, já usei eles no violao e voz e são fantástico.

Agora esses microfones que citei não são nada baratos. E por isso graças a DEUS, as empresas perceberão que a tecnologia aumentou, muitos Home Studio surgiram, e com isso eles tivera que lançar modelos mais em conta, bom pra nós.

E vou falar pra vocês, que com microfones mais em conta, também conseguimos tirar um som muito bom, e como falei no inicio, vai depender dos 3 fatores: Instrumento, músico e equipamentos. Tendo os 2 primeiros já ta ótimo.

Um microfone legal que uso para Sax é o C1000 da AKG, gosto do som ele, inclusive uso em violão também, em alguns projetos, foi o caso do cd da cantora Bia Packer que está aqui no site, o cd todo gravei os violões com o mic C1000 da AKG. Esse microfone não é tão caro, e da conta do recado.

Outro mic muito conhecido é o Shure SM57, também conseguimos um resultado legal nas gravações de sax. Esse 95% dos estúdios tem um.

O TLM 102 da Neumann também é um bom mic para captação de sax.

É claro que tem vários outros mic para captação de sax. Qualquer mic que você tem para captação de voz poderá tranquilamente ser usado para captar um sax. Se você já usou algum outro que não citei aqui, deixe um comentário com sua experiência com o tal mic.

Pré ampli é sempre legal de usar em gravação de qualquer instrumento, se você tem um passe por ele, que vai esquentar bem o som.

Já o compressor, um Ratio forte para segurar bem os picos, aproximadamente 6:01, já que o sax o áudio vem bem forte. O Ataque “Attack” perto 10 ms para tirar um pouco dos transientes, e a liberação do compressor “Realease” iniciamos com uma liberação nem muito rápida nem muito demorada, perto de 120 ms. E a atenuação podemos deixar em – 3 a – 6 db.

lembrando que todos esses parâmetros são pontos de partida, pois cada caso é um caso. Porém esses poderão servir em seu caso.

Já a equalização de um sax vamos ver as freqüências que se encontram as características do sax…

De 7 a 11 Khz temos o brilho do Sax. Sobre o quanto vai atenuar ou acrescentar ai vai depender do microfone. A dica é, ir acentuando aos poucos, que você vai perceber a diferença e achar o quanto vai atenuar ou acrescentar a tal freqüência em sua mix.

Em 2 Khz aproximadamente podemos deixa o Sax mais agressivo. Cuida com essa freqüência para não deixar o Sax muito irritante.

De 600 a 900 Hz podemos encontrar o corpo do Sax. Aquele som magrinho você poderá resolver o problema nessa região.

E geralmente abaixo de 100 a 200 Hz cortamos as freqüências usando um High Pass.

Efeitos

Podemos usar em uma mix vários efeitos, porém os mais usados são reverb e delay. Uma dica é quando usar pouco reverb, exagere no delay, e quando usar pouco delay, exagere no reverb.

Outra dica é, qual o estilo da música. Dificilmente você vai ouvir um Rock com um reverb cavernoso. Já estilos mais melódicos, ai sim poderemos usar um Hall ou até um Plate para ficar mais brilhante o Sax.

Já o Delay, tente usar alguma coisa perto de 135 ms, já vai gerar um espaço legal para o Sax, e talvez nem precise usar reverb.

Por fim a dica para a ordem dos plugins é: EQ + COMPRESSOR + REVERB ou DELAY.

Abaixo um vídeo mostrando a captação de sax, usando o mic TLM 102, um microfone que não é muito caro, e também da conta do recado.

É isso ai pessoal, qualquer dúvida deixe seu comentário. Grande abraço e até a próxima.