Compartilhe:

Quando escutamos uma música que tem um bom arranjo de voz, muitos as vezes não sabem o que foi feito para chegar ao tal resultado. Vamos ver aqui o caminho que temos que percorrer para conseguirmos um bom resultado.

Voz e Microfone

Uma das coisas mais importante para se ter um bom resultado final, é ter uma boa voz, e um bom microfone. Quando conseguimos um resultado bom já na gravação, temos 90% de chances de ter uma boa mixagem de voz. Invista em um bom microfone pra voz, nem que seja um, mas que seja bom, com certeza você e seu cliente ficará satisfeito.

Edição

A pior coisa para um engenheiro de mixagem é ficar editando um vocal ou instrumento durante a mix, por isso depois da gravação faça toda edição necessária, limpe a trilha de áudio tirando ruídos que foi captado, e também onde não tem voz corte e delete, e sempre faça fade in e fade out na edição para que não ocorra clicks de um corte para o outro.

Outra coisa fundamenta é a Afinação.

Sempre indico o Melodyne para afinação de voz, com ele você vai conseguir deixar a voz perfeita, de forma que ela vai soar profissional.

Uma voz desafinada em uma produção, faz com que ela soe amadora, e isso vai desvalorizar seu trabalho. Essa etapa é meio chatinha porém com isso você ganhará créditos.

Equalização e Compressão

Depois que você afinou o vocal, agora é hora de timbrar ela na mix. Geralmente nas minhas mixagem corto abaixo de 130 Hz usando um high-pass filter, pois nessa região não temos freqüências para aproveitar, a não ser que a voz do cantor seja um trovão rsss.

Perto de 300 Hz geralmente tiro 1 db para deixar a voz mais limpa, geralmente sobra um pouco ai, deixando a voz um pouco abafada. Cuidado para não tirar muito e deixar a voz opaca.

Perto de 4 Khz temos a presença da voz. Em muitas vozes essa freqüência pode ser irritante, não abuse dela.

Perto de 8 KHz ou acima disso temos o brilho da voz. Ai também fica a sibilância, então cuidado com os SSSS.

Já a dinâmica da voz será regulada com um compressor.

A compressão da voz não abuse muito, a não ser que seja um estilo que propicio a isso.

Geralmente em voz uso um ratio 2:1, um ataque rápido e um release médio. A redução não deixe passar de 4 db. Com isso teremos uma compressão suave.

Reverb

A maioria gosta desse efeito, e muito… Porém tome muito cuidado para não exagerar.

Os reverbs são usados nos canais de fx, usando dessa forma podemos usar o efeito em todos os canais de áudio com apenas um canal fx.

Existem vários tipos de reverberação, e parâmetros que vai fazer com que você tenha o reverb ideal para cada música. Eu na maioria das minhas mixagens uso Hall quando a música é mais lenta, e Plate quando a música é mais rápida, além da regulagem dos parâmetros para o tempo da música.

Se você ainda não leu o artigo que fiz sobre reverb Clique aqui!

Outro efeito muito usado na voz é o delay. É o que muitos chamam de echo.

Agora por ultimo iremos fazer a automação.

Automação nada mais é que ajustar o volume da voz, porém iremos fazer isso detalhadamente.

Simples durante a música tem partes da voz que está muito alta e tem partes que não conseguimos escutar tais palavras, o que iremos fazer é ajustar essas parte na automação. É um processo meio chato, mais tem que ser feito. Por mais que ajustamos a dinâmica da voz no compressor sempre passa alguma coisa, então é de extrema importância fazer a automação.

É isso pessoal, seguindo essas etapas conseguiremos uma voz legal na mix.

Grande abraço e deixe seu comentário. Até a próxima.