Compartilhe:

Se você chegou a este artigo, talvez tenha dúvidas em relação ao volume ideal para gravação.

Esse assunto é muito debatido entre os produtores musicais.

Alguns falam que se deve gravar o mais alto possível, outros falam que o volume não importa, e por aí vai.

Bom, vou tentar deixar aqui minha opinião em relação ao assunto.

De cara, posso dizer que jamais se deve gravar com o volume muito baixo, ou seja, com sinal baixo.

Isto porque a diferença entre o sinal e ruído será pouca, e quando você for aumentar o áudio, o ruído vai junto.

Então, qual o melhor volume para gravação?

O volume em si não significa que o sinal vai chegar legal a seu software de gravação.

Às vezes o volume em sua placa de som pode estar baixo e, mesmo assim, o sinal chegar alto na gravação.

Então, a melhor coisa a fazer é deixar o volume o mais alto possível, sem que o sinal chegue a 0db.

Porém, sempre deixe uma margem para o músico caso ele apresente uma dinâmica mais agressiva em alguns momentos da música.

Costumo deixar uma margem de 6db, assim o músico fica à vontade.

Se você usa um compressor externo, esse problema de dinâmica já é minimizado, pois ele atenua os picos.

Por falar nisso, fiz um vídeo no Portal VIP em que ensino como usar o compressor virtual no canal de entrada do software, assim é possível gravar o áudio já comprimido. Vale a pena conferir esse vídeo. Segue o link do Portal  www.homestudiovip.com.br

Vou deixar duas imagens abaixo, uma com um sinal baixo, o qual não recomendo, e a outra com um sinal alto, porém sem clipar e com uma margem boa para o músico fazer sua performance – que é o que recomendo.

[imgpost]Sinal de gravação muito baixo[/imgpost]

[imgpost]Volume de gravação ideal.[/imgpost]

[imgpost]
Nível de gravação no Nuendo ou Cubase. Margem de 6db para o músico.[/imgpost]

Bom, espero que você tenha gostado do artigo. Até a próxima!

Grande abraço.